Ridge Racer Unbounded

VEREDICTO
82

Ridge Racer Unbounded

Lançamento: 30 março 2012

Disponível para: PC, PlayStation 3, Xbox 360

Editora: Namco Bandai

Realização: Bugbear Entertainment

Género: Condução

Comentários (4)

Ridge Racer Unbounded

A Namco decidiu dar um novo fôlego à sua antiga série de condução, entregando a produção à Bugbear, um estúdio ocidental com muita experiência no género. O resultado final é um jogo frenético e explosivo, com diversas provas e modos para explorar.

Segunda, 16 Abril 2012 10:00

Por: Rui Parreira

EPIC

FRENÉTICO E RÁPIDO
A série é conhecida por corridas rápidas, com forte incidência nos drifts nas curvas, para ganhar pequenos boosts de velocidade. A Bugbear pega nesse conceito e alia-o à sua visão destrutiva patente em Flatout, para criar uma experiência verdadeiramente frenética e alucinante. Junte-se influências de jogos como Burnout, permitindo eliminar os adversários com aparatosos acidentes, e está elevada a diversão.  

DIFERENTES FORMATOS DE PROVAS
A campanha oferece uma boa variedade de objetivos, para além das corridas. Há provas com o objetivo de eliminar um certo número de adversários (uma delas coloca-nos ao volante de um imponente camião), trajetos em contrarrelógio e desafios de drift, acumulando o máximo de pontos a deslizar nas curvas com as viaturas. Para além disso, as corridas online desafiam os jogadores a competirem entre si.

EDITOR DE PISTAS
Para além das dezenas de provas, os jogadores poderão editar os seus próprios traçados. Ao longo da campanha irão desbloquear cenários e elementos de ilustração, que permitem caracterizar provas e partilhar com amigos. O editor é intuitivo para iniciantes, bastando ligar blocos de asfalto, ou, em modo avançado para os mais experientes, permitindo adicionar rampas, loopings e outros efeitos nas provas.

FAIL

DIFICULDADE EXCESSIVA
Unbounded não é o jogo mais acessível do género arcade. Ainda que a jogabilidade seja simples e intuitiva, a dificuldade das provas está mal escalada. Mesmo no início da campanha terão dificuldade em aceder ao pódio, que permite avançar na carreira. Será preciso conhecer muito bem a pista, descobrir os melhores atalhos, mas acima de tudo, dominar na perfeição os drifts para obter turbos de velocidade.

VEREDICTO

Comparado com os jogos originais da série, é possível que este Ridge Racer tenha perdido um pouco a sua identidade para os fãs mais old school. No entanto, é de louvar a capacidade de arriscar da Namco, procurando uma nova lufada de ar fresco. No geral, é um jogo frenético e divertido, capaz de agradar aos amantes do género arcade.

MAIS INFORMAÇÕES NA EDIÇÃO DE MAIO DA BGAMER - #166.

Powered by Web Agency

4 Comentário(s)  Registe-se ou faça Login para comentar

Denunciar #4 Warrio_r 2012-04-16 18:09
Se permitem acrescentar: A musica tambem tem uma boa batida que ajuda a adrenalina a disparar O jogo não aprece pedir muito do pc ,mas se querem tudo no maximo eu tenho um QuadCore Q9550 a 2.9GHZ 4GB DDR2 e uma GF GTX4600 com 1GBDDR5 e BOMBA com tudo no maximo. Há que salientear o esforco da NAMCO BANDAI que conseguiu por um jogo em muito pouco espaco de dvd,com excelente qualidade Grafica,peca apenas nos poucos veiculos,não ter nada muito a ver com antiga serie(como é referido pelo Rui Parreira) mas é diferente mais Burnout na destruição e Ridge Racer na velocidade. Já agora não aprecio muito as "stunt tracks" mas gostos não se discutem. Overall está muito fixe. Barato e fixe e é bom ver a Namco Bandai a apostar no pc , vamos ver o DArk Souls a caminho do pc como fica.
Denunciar #3 bigfanmsg 2012-04-16 13:54
É de certeza uma boa aposta da Namco, e ainda demais apostar no pc. Só espero é que o meu charuto consiga rodar isto
Denunciar #2 filipah13 2012-04-16 13:00
Parece-me muito bem, quase de certeza que vou tê-lo!
É do género de jogos que mais gosto e como o veredicto não é nada mau é satisfação pela certa!
Denunciar #1 MARIONET 2012-04-16 11:03
E já está na minha mira, isto sim é uma lufada de ar fresco na série Ridge Racer, que por acaso nunca achei nada apelativa! Agora vai tocar outra música!

a carregar... a carregar...